• GT HPC ANPUH

Dia Nacional do Patrimônio: tempos de patrimônio em rede

Legenda: Carregadores do Pau da Bandeira (Barbalha/CE)

Fotógrafo: Augusto Pessoa

Acervo: IPHAN-CE, 2019


O Dia Nacional do Patrimônio, nesse 17 de agosto de 2020, é momento oportuno para registrarmos o lugar que o Grupo de Trabalho “História e Patrimônio Cultural”, da Associação Nacional de História (ANPUH), tem ocupado na seara pública. Apesar das dificuldades do atual contexto, marcado por inúmeros ataques às instituições democráticas, fica evidente que o período também tem propiciado uma série de integrações entre nossas redes de atuação nos combates da história no tempo presente.

Como representante da ANPUH no Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro, o GT foi um dos mediadores da entrada de nossos profissionais dos mais diversos lugares do país neste espaço, em função da criação de Fóruns Estaduais, nos quais os/as indicado/as atuarão como seus/suas representantes. Um marco importante no reconhecimento dos historiadores e das historiadoras nos mundos do patrimônio, sobretudo por acontecer praticamente ao mesmo tempo da regulamentação da profissão de historiador(a) no Brasil!

Nesse âmbito do Fórum, a proposta do GT para criação de um “Observatório do Patrimônio” foi bem acolhida e incorporada como uma das suas principais atividades. Criado com a missão de mapear numa mesma plataforma ações que demarcam o campo do Patrimônio Cultural em todo o território nacional, o Observatório procura reunir tanto atividades de difusões, discussões e proposições a respeito dos lugares do patrimônio na sociedade, quanto esforços para monitorar, verificar e denunciar ataques de distintas ordens às suas fruições. Um canal consistente de retroalimentação dinâmica pelas entidades das forças que atuam na defesa do patrimônio em várias escalas do país.

Em relação ao nosso III Seminário Patrimônio, Resistência e Direitos”, adiado para outubro de 2021, em razão da pandemia ocasionado pelo novo Coronavírus (Covid-19), gerou-se igualmente uma série de novas experimentações. A representatividade de 17 simpósios temáticos submetidos ao evento, com cerca de 30 professores e professoras oriundos de instituições de todo o país, significou não apenas o fortalecimento de um grande trabalho coletivo, mas a reorganização necessária para uma atuação digital cada vez mais fundamental nestes tempos.

Dessas articulações que surgiu a atividade do Ciclo de Lives “Patrimônios em rede: direitos e resistências”, com periodicidade mensal nos canais oficiais do GT, sempre na última semana do mês, começando no dia 27 de agosto de 2020. Uma ação que,anunciada publicamente neste dia de efemérides do patrimônio, busca simbolizar todas essas conexões, sobretudo pela proposta de que tudo isso propicie um Banco de Dados mediado pelo GT em nosso site (https://www.gtpatrimonioanpuh.com.br/) para continuarmos alinhando de modo permanente as muitas redes de comunicação, registro e intervenção nos mais variados trabalhos que envolvem a História e o Patrimônio Cultural.


Fortaleza, 17 de agosto de 2020

Coordenação do GT História e Patrimônio - ANPUH

Recent Posts

See All

Novo calendário do III SNHPC

A coordenação do GT História e Patrimônio Cultural da ANPUH inicia 2021 divulgando o calendário completo em torno do nosso “III Seminário Nacional História e Patrimônio Cultural: Patrimônio, Resistênc