top of page

Nota de Pesar do GT História e Patrimônio Cultural (ANPUH - BRASIL)


O GT de História e Patrimônio da ANPUH lamenta profundamente o falecimento da professora Ana Maria de Almeida Camargo, aos 78 anos, no último domingo, dia 24 de setembro. Professora sênior do Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH/USP), orientou numerosos trabalhos científicos sobre arquivos públicos e pessoais.

Enquanto uma trabalhadora e militante da cultura foi uma das fundadoras da Associação de Arquivistas de São Paulo ARQ-SP.

Enquanto uma intelectual posicionada, atuou para organizar e disponibilizar os arquivos da ditadura militar no Projeto Brasil Nunca Mais, coordenado pelo Conselho Mundial de Igrejas e pela Arquidiocese de São Paulo na década de 1980, sob a coordenação do Reverendo Jaime Wright e de Dom Paulo Evaristo Arns.

O seu legado político, teórico e metodológico para o campo do patrimônio documental arquivístico e histórico permanecerá vivo, assim como a sua luta pelos direitos humanos, contra a ditadura militar e pela democratização do acesso às informações arquivísticas.


Ana Maria de Almeida Camargo, presente!



Coordenação do GT História e Patrimônio Cultural (ANPUH-BRASIL)




Comments


bottom of page